sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Só sabe quem sente

          Quando eu era criança, eu amava as aulas de Ciências. Aprendi, numa delas, que as plantas são seres vivos, porque nascem, crescem, alimentam-se, reproduzem-se e morrem. Desde que soube disso, passei a ter medo de pisar no mato - porque se ele era vivo, ele podia não gostar de mim se eu ficasse pisando nele. E eu também não gostaria de ser pisada assim. Devia doer. 
          Eu lembro de algumas situações em que eu, sutil e desconfiada, olhei pros lados (só pra averigüar se alguém me via) e falei baixinho pra plantinha: "Desculpa! Pisei em você! Ui... essa doeu... Desculpe..." E assim, saía pelas calçadas, pulando entre um matinho e outro e conversando com eles, tentando de tudo para não machucá-los.
         Eu acho que eu achava que ninguém falava com as plantinhas - porque todo mundo achava que elas não entenderiam nada. Mas... pensando, agora, com mais idade: quem já se tornou planta para ser apto a dizer o que ela sente?


4 comentários:

  1. Com os teus pezinhos
    podes pisar
    (rs)


    Beijo carinhoso.

    ResponderExcluir
  2. (Me perdoe, tive que excluir aquela publicação em que você comentou. Viajei mexendo nos marcadores...)

    ResponderExcluir
  3. Linda,Mima!
    De uma humanidade e delicadeza sempre encantadoramente nas tuas escritas. Quando eu era pequena meu pai me apelidava de "Natureza", pq eu tbm tinha estes pensamentos sobre o viver e sentir de tds os seres vivos...deu uma lembrança feliz da minha própria infância,emocionou-me...

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  4. A gente pode aprender muita coisa na vida. Mas a essência - aquela que Deus soprou ao nos criar, nunca a perdemos!

    Bjo

    ResponderExcluir

Lança uma flor ou uma flecha. Só não passes por aqui sem deixar-me um pouco de ti.

Imagens

http://photo.net/

google/imagens

Visitantes

Seguidores

No jardim...

Siga-me por email!