domingo, 31 de agosto de 2008

A arte de fazer Monografia

Alice!

Disse...

O quê?

Quem disse?

Google, por favor, google!

Wikipedia? Recusado!


Pôxa...


...


Literatura.

Lendo. Lendo, lendo...

zZzZ
Ops! Como eu ia dizendo...

Vendo, lendo, entendendo, escrevendo e...



zZzZzZzZzZ

... Ahn? Quê que eu tava dizendo?


Acho que eu vi um coelho branco correndo...

sábado, 30 de agosto de 2008

Um dia a mais...




Os segundos
Os relógios
Os ponteiros

Os minutos
As semanas
Os dias inteiros

Os meses
Os anos
Um gesto alheio

As lágrimas
As preces
Os desesperos

Um dia a mais
Um dia a menos
A solidão

Você foi
Você veio
Um corpo alheio

Um dia a mais
Já se desfaz
O tempo inteiro

Saudade vem
Mas já se vai
E não tem jeito

Um vem e vai
O tempo inteiro
O corpo é sempre alheio

É apenas um dia a mais
Sem você
Um ser alheio

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Ao que criou flores...


Se em poesia pudesse
Descreveria em versos livres
Se poeta ao menos fosse
Eu diria em rimas tristes

O que não sei dizer
Pra alcançar o Seu querer
O que não sei fazer
Para ser melhor ser

E, a despeito desse sofrer
Errante caminho seguindo
Lá vem elas, em manhã
Lentamente, vão surgindo...

Margaridas, lírios
Rosas... flores desse jardim...
Como não pude vê-las
Com tantas cores assim?

Sussurram... suspiram
Cantam em uníssono
A mim, mais parecem gritos
De tão claro aos meus ouvidos

Vê-nos, observa-nos - dizem elas
Enxerga nossas cores
Tão belas

São cuidados, amor
De quem nos criou
Amor

Sorri, pois, pequena flor
Observa tua cor...
Amor

Posto que te conhece
O Sábio Criador...
Posto que te formaste
Conhece a tua dor...

Sorri, pequena flor
Aprende o nosso cantar...
Encolhe-te em botão...
Para, enfim, desabrochar...

Imagens

http://photo.net/

google/imagens

Visitantes

Seguidores

No jardim...

Siga-me por email!