sexta-feira, 13 de maio de 2011

A prece de agora


Eu sou o único culpado por isso.
De alguma forma tudo termina da mesma maneira.
Voando nas asas do egoísmo orgulhoso
eu voei alto demais e, como Icaro, eu me choquei
com um mundo que eu tento tanto deixar para traz,
Quero me livrar de tudo, menos do amor.
Dar e morrer

Dar as costas e não se transformar
em outro prego a perfurar a pele dAquele que ama
mais profundamente do que o oceano,
mais abundantemente do que as lágrimas
de um mundo envolvendo todas as dores

Posso eu ser o que irá sacrificar
ou pegar a lança e assistir o sangue e a água escorrer?

Te amar - desmonte o meu mundo
Precisar de ti - Eu estou ajoelhado
Te amar - desmonte o meu mundo
Precisar de ti - quebrantado e ajoelhado

Tudo dito e feito: Eu estou só
no meio das sobras da vida na qual eu não sou dono.
É necessário tudo o que sou para crer
na misericórdia que me cobre.

Você realmente teve que morrer por mim?
Tudo que sou por tudo que tu és.
Porque tudo o que eu preciso e tudo o que eu acredito são mundos diferentes.

Letra Adicional:

Eu vejo além da cruz vazia
esquecendo o preço que custou a minha vida,
e limpo as manchas vermelhas,
e tristemente olhas os pregos que sobraram.
Mais e mais eu preciso de você.
Eu te devo mais a cada hora que passa nessa
batalha entre graça e orgulho.
Eu desisti não faz muito tempo,
então tome meu coração e leve a minha dor,
lave meu pés e limpe meu orgulho.
Tire o egoísta, tire o fracasso
e tudo aquilo que não posso esconder.
Tire a beleza, tire minhas lágrimas,
o coração inundado de pecado e faça-o ser seu.
Desmonte todo o meu mundo,
desmonte agora, agora,
E sirva aqueles que me desprezam
Fale as palavras que eu não posso negar,
Assista o mundo que eu costumava amar
virar poeira e ser jogado fora
Eu vejo além da cruz vazia
esquecendo o preço que custou a minha vida,
e limpo as manchas vermelhas,
e tristemente olhas os pregos que sobraram.
então tome meu coração e leve a minha dor,
Tire o egoísta, tire o fracasso
e tudo aquilo que não posso esconder.
Tire a beleza, tire minhas lágrimas,
Desmonte o meu mundo, desmonte o meu mundo
Eu oro, e eu oro, e eu oro
Desmonte o meu mundo.

2 comentários:

  1. Muito linda essa música!
    Não tem como não se arrepiar!
    =*

    ResponderExcluir
  2. Ah! Adorei as plantas ao fundo!!
    Bem Nárnia!!
    Lembra o bosque entre os mundos do Sobrinho do Mago!
    Parabéns!

    ResponderExcluir

Lança uma flor ou uma flecha. Só não passes por aqui sem deixar-me um pouco de ti.

Imagens

http://photo.net/

google/imagens

Visitantes

Seguidores

No jardim...

Siga-me por email!