sábado, 16 de julho de 2011

Suave


Espera e aspira o cheiro
A porção que inspira a alma
Saúda e suspira o desejo
Cor e canção da alva.

A vida segue inusitada
Imprecisa, impressa em presente.
Surge dourada a alvorada
Sopra suave o vento oriente.

E eu vôo, suave e forte. 
Singelamente.

2 comentários:

  1. Lindo, lindo, lindo!! Muito bom, Mima! Que bom que continua escrevendo - e cada vez melhor! Bjos!

    ResponderExcluir

Lança uma flor ou uma flecha. Só não passes por aqui sem deixar-me um pouco de ti.

Imagens

http://photo.net/

google/imagens

Visitantes

Seguidores

No jardim...

Siga-me por email!