quarta-feira, 29 de julho de 2009

Argh... calando...



A ausência de ruídos,
de agitos, de movimentos,
o acalento dos Braços,
dos Abraços.
O silêncio que convida à vida,
revida
ainda com outros silêncios.
Silêncio de fora e de dentro,
sonolento, descansado...
nunca todo controlado...
quase sempre incomodado...
inquieto, angustiado,
mas sempre calado...
calando...
até adormecer...
e se perceber perdidamente achado...
Em Nárnia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lança uma flor ou uma flecha. Só não passes por aqui sem deixar-me um pouco de ti.

Imagens

http://photo.net/

google/imagens

Visitantes

Seguidores

No jardim...

Siga-me por email!