sábado, 11 de junho de 2011

Medos

De que tenho medo?
Acho que é do poema feio.
Do poema desfeito.


Do segredo.

Tenho medo de quê?
De não dizer
De não saber escrever
Ou não aprender a viver.

Acho que tenho medo de viver.
Ou de morrer sem saber.
Pode ser.
Tenho medo de não entender.

Será que ainda vou crescer?

Acho que tenho medo de ti. 
Dele, dela, do fim.

Tenho medo de andar.
Mas também não quero parar.

Eu tenho medo de quê?

Suponho que tenho medo de mim.



Um comentário:

Lança uma flor ou uma flecha. Só não passes por aqui sem deixar-me um pouco de ti.

Imagens

http://photo.net/

google/imagens

Visitantes

Seguidores

No jardim...

Siga-me por email!