sábado, 4 de junho de 2011

Cristais

Noitinha à dentro
música em movimento
gesticulou amor, poesia,
dentro de nós.

Teus olhos feito lagos
E tu me dizias:
Não os meus, os teus,
Águas cristalinas e mais:
desaguam límpidos
Teus encantos, meu cais.

A melodia tem começo e fim.
O último acorde
 encerra a magia.
A letra, contudo, grita,
baixinho, dentro de mim. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lança uma flor ou uma flecha. Só não passes por aqui sem deixar-me um pouco de ti.

Imagens

http://photo.net/

google/imagens

Visitantes

Seguidores

No jardim...

Siga-me por email!