quarta-feira, 27 de abril de 2011

...ETERNIDADE...!

Por Flávio Américo,
meu querido amigo.
Sua poesia é profundamente viva!

Faz tempo que o tempo não foi
Faz, tempo, teu último pedido
Dentro em breve, serás uma vaga lembrança

O tempo dá adeus à vida quando dá a Deus a vida.

A morte não é o fim do tempo da vida,
É o fim da vida no tempo.
Enquanto o tempo é,
Nós não somos. 
Quando formos, 
Ele não será mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lança uma flor ou uma flecha. Só não passes por aqui sem deixar-me um pouco de ti.

Imagens

http://photo.net/

google/imagens

Visitantes

Seguidores

No jardim...

Siga-me por email!