quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Um

Um deserto, um coração,
Um oceano, um abraço à alma,
Uma alma calada, um corpo só.
Um choro minguado,
Uma noite fria,
Um silêncio.

Um, porque um é Deus.
Um é o sol.
Uma é a lua e só.
A morte é apenas uma.
A vida é ímpar também.

Ainda que outro eu fosse,
um só seria.
Na dor e na alegria.
Solitária solidão - canção
da voz que soletra
um canto
sozinha.

Jemima Moura.






P.s. Gente, estou voltando aos poucos. Estou um pouco melhor nesses dias. Quero agradecer pelo carinho de todos! Muito obrigada, pessoal. Beijõesões.

3 comentários:

  1. Ai que saudades, meu Deus!!! Eu tb tô meio afastada do blog, mas não deixo de olhar o seu pra ver se suas palavras me trazem suavidade à alma..

    Espero que esteja tudo bem!

    Fica com Deus!!

    Bjo

    ResponderExcluir
  2. Que bom te ver por aqui,Mima!
    Que vc esteja sendo cuidada pela presença de papai do céu.
    Belo poema. Beijo
    =**

    ResponderExcluir
  3. Só digo uma coisa: Lindo!
    Obrigada pelo carinho e por nossas conversas... já amo-te e considero amiga minha. =)

    ResponderExcluir

Lança uma flor ou uma flecha. Só não passes por aqui sem deixar-me um pouco de ti.

Imagens

http://photo.net/

google/imagens

Visitantes

Seguidores

No jardim...

Siga-me por email!