segunda-feira, 8 de junho de 2009

Noite

Eu só vejo o céu
Só quero ver o céu
Eu só penso nele
Só quero dele

A luz, o silêncio
As formas, a mesmice

O brilho das estrelas
A lua das poesias

As cantigas, as histórias
Sua muita ispiração

A espera, a demora
Sua manifestação

E então combinação
Pura Fascinação

De mar, de terra e céu
Aroma da criação

Eu só quero mesmo é essa contemplação...

E não é sem razão
Eu fico, sim, a divagar

Por que não?
Olha esse luar... Luz de brilhar...

Eu só quero esse lugar
daqui de baixo ou do lado de lá
Pra que possa admirar
A noite, o cintilar...

Noite de parar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lança uma flor ou uma flecha. Só não passes por aqui sem deixar-me um pouco de ti.

Imagens

http://photo.net/

google/imagens

Visitantes

Seguidores

No jardim...

Siga-me por email!