quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Amorelinha

Amorelinha, amorelinha
Primeiro joga uma pedrinha
Pode ser você primeiro
Pode ser também eu
Joga uma pedrinha, uma só
Amorelinha

Salta, lança coragem
Sem medo de errar o passo
Amorelinha é coragem
Para saltar errado
Amorelinha é atitude
De pular mais um quadrado
Amorelinha

Respeitando a linha
Segue adiante
o amor na linha
a linha distante
de salto em salto
seguindo confiante
doce amorelinha

duas, três, quatro
ou quanto mais
o tanto necessário
amorelinha passa saltando
pedrinha em pedrinha
na brincadeirinha
amorelinha minha

nove? e o que vem em seguida?
quem sabe? quem sabe?
onde estará a pedrinha?
se não for, volta pra linha
placar zero a zero
e tudo reinicia
ôoo amorelinha!

e o que me faz saltar de alegria?
frio na barriga
é o lugar da pedrinha
pode ser fora ou dentro
e eu quero mesmo é brincar
de saltar na pedrinha
do amorelinha

Minha pedrinha, hora dessas
Cai no CÉU de alegrias
e o amorelinha
vira o mundo mais real do mundo
no mundo das nuvens
do amor sem linhas
sem medidas e pedrinhas
doce amorelinha.

3 comentários:

  1. essa poesia ensina que amor tb eh brincar, de certa forma.
    mt bem, essa eh super feliz.

    ResponderExcluir
  2. hehehe, fiz na brincadeira. Depois de pronta, vira mais ou menos um manual, um modelinho a ser seguido - digo isso pq quase nunca amor eh brincar pra mim, embora deva ser, muitas vezes..

    ResponderExcluir
  3. É uma obra de arte!
    Não explique nem comente...
    Sua palavra flutua pelos olhos de quem lê e bate direto na alma. Parabéns, bebê.

    ResponderExcluir

Lança uma flor ou uma flecha. Só não passes por aqui sem deixar-me um pouco de ti.

Imagens

http://photo.net/

google/imagens

Visitantes

Seguidores

No jardim...

Siga-me por email!