terça-feira, 17 de abril de 2012

Pessoas




Da epiderme ao cerne
Nada se completa
Nada se define.

Seres amórficos
-não obstante, bem feitos
metamórficos.

Incorrigíveis.
Quase impenetráveis 
[sujeitos

Ao tempo, lamento
Ao toque, transtorno -
Ao sopro,           ...


[eternidade].




4 comentários:

  1. Belo retrato da multidão que preenche as vias entre a casa e o trabalho. Rostos sem feições e sem reações!

    Voltaste enfim!

    Muita paz, prezada amiga!

    ResponderExcluir
  2. Nossa! que divino! juro que estava com muita saudade dos seus textos, e vc voltou arrebentando!
    Pessoas... Nossa que texto! incrivel! sem palavras!

    ResponderExcluir
  3. Voltou a postar! Estava com saudades de ler seus escritos! Bjo amiga!

    ResponderExcluir
  4. Que bela leitura humana, Mima!!!

    Estava sentindo muito a tua falta por aqui...

    Beijkoas procê!

    ResponderExcluir

Lança uma flor ou uma flecha. Só não passes por aqui sem deixar-me um pouco de ti.

Imagens

http://photo.net/

google/imagens

Visitantes

Seguidores

No jardim...

Siga-me por email!